* Multilingual Content *

SDSN-Amazônia participa de evento Ibero-americano de Meio Ambiente em Madri

O Eima visa trocar experiências sobre projetos urbanos inovadores e estudar o cumprimento dos ODS nos países ibero-americanos.

 

 

A Rede de Soluções para o Desenvolvimento Sustentável da Amazônia (SDSN-Amazônia) participou nesta segunda-feira (26), em Madri - Espanha do 14º Encontro Ibero-americano do Meio Ambiente (EIMA). O EIMA é um evento promovido pelo Congresso Nacional do Meio Ambiente (CONAMA) desde 1994, e busca criar redes de intercâmbio de conhecimento entre a Europa e América, onde haja trocas de experiências e assim, propiciar espaços de diálogos para a sustentabilidade.

 

Neste ano, o EIMA tem como pauta principal saber como os países ibero-americanos que se comprometeram em alcançar os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 estão trabalhando em prol do alcance das 169 metas dos ODS. No primeiro dia de evento, a SDSN-Amazônia representada pela secretária executiva Thais Megid Pinto, compôs a mesa "Visão regional: A Agenda 2030". Thais explicou que eventos como o EIMA são importantes pois conectam instituições e fomentam a partilha de ações positivas que estão sendo realizadas nas Américas e Europa.

 

"A importância de participar de um evento como o EIMA, se dá por estarmos em contato com instituições que estão em países latino-americanos que se comprometeram a alcançar os 17 ODS e assim, termos conhecimento de como essas instituições estão trabalhando e enfrentando os desafios que existem em cada país. Há cada dois anos, esses diálogos e trocas de conhecimento se expande para o público europeu. Existe muita partilha de informação relevante para nós da rede SDSN-Amazônia e para nossos membros, desde ações em prol do desenvolvimento sustentável à oportunidades de financiamentos.", afirmou, Thais Megid Pinto.

 

Além de abordar como os países ibero-americanos estão desenvolvendo os 17 ODS e se estão em conformidade com as diretrizes estabelecidas, a sessão também ouviu representantes de instituições da Bolívia, Brasil, Cuba, Chile, Equador, El Salvador, Haiti, Honduras, México, Peru, República Dominicana e Uruguai para compartilhar os desafios em comuns demográficos, econômicos e sociais que esses países enfrentam como a desigualdade social, crescimento urbano, riscos naturais e com a proteção da biodiversidade.

 

O EIMA visa contribuir para criar alianças internacionais, colocando a Agenda 2030 e as soluções baseadas na natureza em valor nos ecossistemas urbanos. Os diálogos promovidos pelo evento seguem até esta quinta-feira (29).

 

 

 

Please reload

CATEGORIAS
Please reload

ANTIGOS
Please reload