* Multilingual Content *

O que é o Move Humanity?

O mundo tem 1 bilhão de pessoas em situação de extrema pobreza. A solução para mudar isso é investir em políticas públicas de acordo com a realidade de cada país. Mas, como nem todos têm condições de se estruturar para desenvolver essas soluções, a Organização das Nações Unidas (ONU), através da Agenda 2030, criou os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), que são 17 metas para promover, como o próprio nome diz, o desenvolvimento sustentável de maneira que as desigualdades e todas as suas consequências não se perpetuem por gerações.

 

Jovens participam de evento do Move Humanity na SDSN Youth Filipinas. Foto: Reprodução/SDSN Youth/Xavier Peredo

 

 

A iniciativa recebeu a adesão de todos os países-membros da ONU, que se comprometeram a cumpri-la até 2030. No entanto, alguns não conseguirão por falta de recursos. É justamente por isso que a SDSN Youth Amazônia está promovendo o Move Humanity, uma campanha para angariar doações junto aos cerca de 2 mil bilionários do mundo, que com apenas 1% das suas respectivas fortunas podem ajudar a mudar a realidade desse 1 bilhão de pessoas que vivem na pobreza extrema. Além disso, podem salvar mais de 6 milhões de crianças por ano de doenças evitáveis antes do quinto aniversário, colocar 263 milhões de crianças na escola primária e secundária e dar às futuras gerações uma chance de reduzir as emissões de gases de efeito estufa e aumentar a resiliência às mudanças climáticas.

 

Mas quem teve essa ideia?

 

O Move Humanity foi criado por Djaffar Shalchi, um filantropo dano-iraniano. A história dele começa em 1961, quando nasceu em Teerã, no Irã, mas nunca foi tão contemporânea. Em 1970, sua família se mudou para a Dinamarca e ele se tornou um imigrante. Como a maioria das pessoas pobres nessa condição, passou por situações difíceis, mas o capitalismo de bem-estar social dinamarquês, projetado para promover a mobilidade social e a igualdade de oportunidades, possibilitou que Djaffar subisse a escada do sucesso, mesmo como imigrante. Se formou em engenharia civil, criou a própria empresa, prosperou e hoje mora em Copenhague com a esposa, Ané Maro, e tem dois filhos. Após conquistar uma vida confortável, Shalchi decidiu dedicar a maior parte de seu tempo e fortuna para erradicar a pobreza extrema no mundo.

Djaffar e Ané desejam que todas as crianças do mundo possam ter as mesmas oportunidades que tiveram. Eles querem dar às crianças de países menos desenvolvidos uma vida melhor proporcionando as mesmas oportunidades que tiveram. Portanto, decidiram iniciar a Human Act Foundation e a projeto Move Humanity, focalizando a extrema pobreza. Por isso Djaffar doou 1% da sua fortuna para o Move Humanity, que pode ajudar países pobres a implementarem os ODS.

Se todos os bilionários do mundo fizerem o mesmo, poderiam mudar a vida de 1 bilhão de pessoas em todo o mundo que vivem em extrema pobreza. A boa notícia é que isso é possível! Se uma pessoa já fez, outras também podem fazer inspiradas do exemplo de Djaffar!

 

SDSN Youth Amazônia

 

A Rede de Soluções para o Desenvolvimento Sustentável Jovem da Amazônia (SDSN Youth Amazonia,  na sigla em inglês)  é uma divisão da SDSN Global voltada para pessoas de até 30 anos que busca envolver jovens dos países da bacia amazônica (Brasil, Bolívia, Peru, Equador, Suriname, Colômbia, Venezuela e Guiana) na Agenda 2030. A organização tem como objetivo formar jovens na temática dos ODS; conectar jovens no mundo inteiro para trocar ideias, compartilhar experiências e se mobilizarem; e apoiar jovens na criação e disseminação de soluções inovadoras voltadas para os ODS.

 

Please reload

CATEGORIAS
Please reload

ANTIGOS
Please reload