* Multilingual Content *

Curso online e gratuito sobre sustentabilidade e ecossistemas terrestres tem prazo final de inscrições

Formação promovida pela SDG Academy, FAS e a SDSN-Amazônia inicia domingo (2) com objetivo de revelar estratégias de preservação da terra e do meio ambiente. Inscrições podem ser feitas gratuitamente 

 

 

Como preservar, restaurar e utilizar de forma sustentável ecossistemas terrestres no Planeta Terra? Como prevenir a extinção de espécies de plantas e animais e diminuir os efeitos das mudanças climáticas e ambientais? Essas e outras perguntas serão respondidas a partir deste domingo (2) durante um curso online e gratuito, com duração de dois meses, promovido pela SDG Academy, pela Fundação Amazonas Sustentável (FAS) e pela SDSN-Amazônia (Rede de Soluções para o Desenvolvimento Sustentável da Amazônia). 

 

Intitulado “Do Chão às Alturas: Manejando e Preservando Nossos Ecossistemas Terrestres”, o curso acontece dentro da plataforma edX, uma plataforma online de cursos abertos (https://www.edx.org/). A formação é dividida em sete módulos, sendo cada módulo liberado por semana, e os conteúdos são disponibilizados em inglês, português e espanhol. 

 

Para participar, os interessados devem se inscrever pela internet no próprio site do edX – http://bit.ly/TerresEcosysFASweb. A inscrição é gratuita para quem optar em não receber certificado. Já para receber certificação o custo é US$ 49 dólares. “É a segunda edição que fazemos desse curso. Com certificado a pessoa passa por duas provas, uma no meio e outra ao final do curso para verificação do conteúdo aprendido. Quem optar por fazer sem certificado também responderá algumas questões de compreensão de conteúdo após cada vídeo”, explicou Laura Candelaria, responsável pela Plataforma Amazônia-Edu, a plataforma de educação da FAS em parceria com a SDSN-Amazônia. 

 

Entre os professores do curso estão Virgílio Viana, superintendente-geral da FAS; Thomas Lovejoy, parceiro sênior da Fundação das Nações Unidas; Jeffrey D. Sachs, professor da Universidade Columbia; Rita Mesquita, pesquisadora e coordenadora do Programa de Pós-Graduação do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa); Peter May, professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro e presidente da Sociedade Brasileira de Ecologia Econômica; e Emma Torres, assessora sênior do Escritório Regional para a América Latina e o Caribe do Programa de Desenvolvimento das Nações Unidas. 

 

O público-alvo do curso são alunos de graduação de ecossistemas, de silvicultura, de desenvolvimento sustentável, economia, negócios sustentáveis e áreas afins; praticantes de silvicultura, manejo de ecossistemas, conservação ambiental e interessados em ciência e pesquisa em torno desses assuntos; além praticantes de desenvolvimento sustentável do setor privado como aqueles que trabalham em sustentabilidade e responsabilidade corporativa, desenvolvimento territorial ou turismo e que precisam entender o consumo responsável e a interação de ecossistemas. 

 

“O curso abrange o uso sustentável da terra, fala de água saudável e limpa e dá ênfase em ecossistemas florestais a partir das lentes da Amazônia. Tem também um módulo sobre a Fundação Amazonas Sustentável e o Bolsa Floresta (política pública implementada em comunidades ribeirinhas) como um casoe de sucesso de sustentabilidade em florestas tropicais”, ressaltou Laura Candelaria. “Também falamos de cadeias produtivas e de mineração, com o caso do Peru, onde estão tentando implementar o manejo sustentável de mineração”. 

 

SDSN e SDG Academy 

 

A SDG Academy é a plataforma de educação on-line da SDSN, que é a Rede de Soluções para o Desenvolvimento Sustentável e que tem objetivo de engajar a academia, sociedade civil e o setor privado a promoverem a resolução prática aos desafios do desenvolvimento sustentável do planeta, implementando uma agenda relacionada aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e ao Acordo de Paris, em escala local, nacional e global. 

 

A SDSN-Amazônia é a rede regional da SDSN na região amazônica, criada em 2014 e que visa mobilizar o conhecimento local na busca de soluções e boas práticas aos desafios para o desenvolvimento sustentável dos países da bacia amazônica (Brasil, Bolívia, Colômbia, Equador, Guiana, Guiana Francesa, Peru, Suriname e Venezuela). A SDSN-Amazônia é secretariada pela Fundação Amazonas Sustentável (FAS). 

 

 

Please reload

CATEGORIAS
Please reload

ANTIGOS
Please reload